Conheça as últimas aquisições

A história e o património associados ao Palácio de Belém são áreas de grande interesse para a coleção do Museu da Presidência da República.

Em 2020, o Museu comprou três desenhos cujo autor deverá ser, com grande probabilidade, o Rei Artista, D. Fernando II, casado com a Rainha D. Maria II.

Os monarcas viveram no Palácio de Belém, também conhecido como Real Quinta de Belém, entre 1844 e 1846. Na época, a Quinta englobava a área do atual Jardim Botânico Tropical, com o Palácio Calheta, no Pátio das Vacas (do lado da atual Rua General João de Almeida). A morada permanente dos monarcas era no Palácio das Necessidades, que foi alvo de grandes obras de renovação naqueles dois anos, razão porque se mudaram para Belém.

Multimédia

Percorra a galeria carregando nas imagens para ampliá-las e ler as respetivas legendas.

Passeio a cavalo, desenho a tinta-da-china sobre papel. Admitimos que estejam representados: um professor e o príncipe herdeiro D. Pedro, nesta data com 8 anos, na Real Quinta de Belém. O grande vaso reproduz um modelo ainda hoje existente na entrada do Palácio de Belém, que dá para o Pátio das Damas. Retratos de D. Fernando II (?) e D. Maria II (?), desenho a carvão sobre papel. As semelhanças dos rostos com a iconografia conhecida dos monarcas fundamentam esta identificação: um autorretrato do Rei e dois retratos da Rainha, ambos com menos de 30 anos de idade.