«Awa-odori», um presente do Japão

Presente de Estado oferecido pelo Imperador Akihito ao Presidente Mário Soares, por ocasião de uma visita de Estado ao Japão, em outubro de 1993, no âmbito das comemorações dos 450 anos da chegada dos portugueses àquele país.  

Trata-se de um tipo de dança designada «Awa-odori» – dança folclórica e tradicional da atual região de Tokushima – antigamente denominada de «Awa». Atualmente, é considerada uma das danças festivas mais populares e conhecidas do Japão. Os bailarinos e músicos feitos em bambu são pessoas anónimas que participam e acompanham a dança, e são guiados por um porta-estandarte. As figuras estão inseridas numa caixa de madeira e vidro e assentes sobre uma base de acrílico preta.  

As visitas de Estado são ocasiões de reforço das relações diplomáticas, económicas e culturais entre as nações. Os presentes trocados entre chefes de Estado têm, na sua maioria, um valor simbólico e refletem um determinado aspeto da cultura do país em questão, como é exemplo o presente aqui mostrado, que integra a coleção do Museu da Presidência da República.

Faça-nos uma visita e descubra este e outros presentes de Estado.

Clique para conhecer as outras histórias que o Museu já desvendou.

Multimédia

Percorra a galeria carregando nas imagens para ampliá-las e ler as respetivas legendas.

«Awa-odori», presente de Estado oferecido pelo Imperador Akihito ao Presidente Mário Soares, durante uma visita ao Japão em 1993. Atuação de um grupo de dança «Awa-odori», durante uma iniciativa em que marcou presença o Presidente Mário Soares, no âmbito da visita de Estado ao Japão. O Presidente Mário Soares junta-se a um grupo de dança «Awa-odori», durante uma iniciativa em que marcou presença, no âmbito da visita de Estado ao Japão. Mário Soares presta homenagem ao escritor e diplomata Wenceslau de Moraes, na cidade de Tokushima, durante a visita de Estado que realizou ao Japão em 1993. O festival de dança tradicional «Awa-odori», que decorre em agosto, na cidade japonesa de Tokushima. Imagem gráfica do número 37 da rubrica mpr+.