Paula Rego

Paula Rego (Maria Paula Figueiroa Rego; Estoril, 1935)

Estudou na St. Julian’s School, no Estoril, onde o seu talento foi logo reconhecido e incentivado. Com 17 anos, e estimulada pelo pai, continuou os estudos na Slade School of Fine Art, em Londres; aqui desenvolveu a sua aprendizagem artística e conheceu vários artistas, entre eles Victor Willing (1928-1988), pintor e crítico de arte, com quem veio a casar em 1959. Residiu entre Portugal e Londres até 1976, ano em que se fixou definitivamente na capital inglesa. Não deixou de regressar periodicamente a Portugal, nem de buscar fortes inspirações nas suas vivências de infância, nomeadamente na casa de família da Ericeira. A sua consagração no plano internacional verificou-se, sobretudo, a partir dos anos 90 do século XX, tendo sido Primeira Artista Associada da National Gallery, em Londres, em 1990.

A pintora explora diferentes técnicas e linguagens, materializando-as num figurativismo de cores fortes, sob um imaginário expressivo e historiado, que cruza o fantástico e o real, por vezes brutalmente plasmado. Conta com inúmeras exposições individuais e retrospectivas nas galerias e museus mais importantes do panorama internacional, muitos prémios e distinções.

Em 2009, foi inaugurado, em Cascais, o museu Casa das Histórias – Paula Rego, um projeto em que a artista se envolveu diretamente e que tem como missão o conhecimento e a fruição da obra e das ligações artísticas da autora.

Retratou Jorge Sampaio em 2005.