História e Prémios

História

A ideia da criação de um Museu da Presidência da República remonta ao final do mandato do Presidente António Ramalho Eanes. Em causa estava a mostra ao público das ofertas recebidas ao longo de dez anos na Presidência da República. No dia 20 de janeiro de 1986, o general inaugurou um núcleo expositivo, numa sala do Palácio de Belém, com 84 presentes de Estado. A iniciativa teve o apoio técnico da Fundação Calouste Gulbenkian e do seu diretor, José de Azeredo Perdigão. Pelo menos uma vez por mês – no dia da cerimónia do Render Solene da Guarda ao Palácio de Belém – o público podia visitar gratuitamente a exposição.

Mais tarde, o Presidente Jorge Sampaio deu continuidade à ideia estendendo-a a todos os períodos da história da instituição presidencial e alargando o conceito a objetivos de natureza historiográfica. Em novembro de 2000, a Lei Orgânica da Secretaria-Geral da Presidência da República cria o Museu da Presidência da República com o objetivo de apoiar «a divulgação e investigação histórica da instituição Presidente da República.»

Prosseguindo as incumbências fixadas na Lei Orgânica, foi constituída uma equipa multidisciplinar que empreendeu uma operação de investigação e de resgate de memória de todos os chefes do Estado, desde 1910. Objetos pessoais, condecorações, presentes de Estado, entre outros, foram inventariados, reunindo-se um património histórico até então disperso e/ou desconhecido. Paralelamente, constituiu-se o Arquivo dos Presidentes que reúne hoje, aproximadamente, um milhão de documentos de natureza diversa, desde correspondência, manuscritos, fotografias e registos audiovisuais, além do recenseamento de documentação relativa aos Presidentes da República disponível noutras instituições.

No dia 5 de outubro de 2004, o Presidente Jorge Sampaio inaugurou o edifício do Museu da Presidência da República (MPR) instalado nas antigas cocheiras e armazéns do Palácio de Belém. A abertura de portas do MPR marcou igualmente a aproximação da instituição presidencial à sociedade civil: pela primeira vez, o Palácio de Belém e seus jardins passaram a receber, de forma regular, visitas do público.

Prémios

  • Prémio José de Figueiredo 2006
  • Menção Honrosa - Prémios da APOM 2007
  • Nomeação - European Museum of the Year Award - EMYA 2008
  • Prémio Europa Nostra 2008
  • Prémio Acesso Cultura - Linguagem Clara 2018

Multimédia

Percorra a galeria carregando nas imagens para ampliá-las e ler as respetivas legendas.

O presidente da República, Jorge Sampaio, descerra a placa que assinala a inauguração do Museu da Presidência da República. Reprodução de fotografia do espaço criado por António Ramalho Eanes no Palácio de Belém para expôr os presentes de Estado recebidos enquanto Presidente da República. Alguns números da revista «ABC», existentes no Arquivo do Museu da Presidência da República. Fachada principal do Palácio da Cidadela, a partir da Praça de Armas. Rolls-Royce Phantom V patente no núcleo expositivo «Motor da República - Os Carros dos Presidentes». Crianças desenham na Casa de Fresco do Palácio de Belém, no âmbito da oficina pedagógica «Belém: uma viagem no tempo», inserida no evento «Jardins Abertos». Visita guiada à exposição temporária «Boa viagem, Senhor Presidente!», patente no Palácio da Cidadela entre 8 de novembro de 2017 e 29 de abril de 2018. Ciclo de conferências «Cidadania e construção Europeia», coordenado por Viriato Soromenho-Marques. Conferência «A convenção de 2002-2003 e o debate constitucional europeu», por Guilherme de Oliveira Martins. Cartaz de divulgação do Museu.