Gabinete Oficial

O Gabinete Oficial é o centro da atividade política do Presidente da República. Aqui são recebidas todas as pessoas, instituições que constam da sua agenda, nas chamadas audiências; também os líderes partidários, os Chefes de Estado estrangeiros em visita a Portugal, assim como o primeiro-ministro, para as reuniões semanais, tradicionalmente à quinta-feira. A par com a Sala das Bicas, é o espaço mais divulgado na comunicação social.

Não havendo nada que o imponha, é esperado que a tomada de posse de um novo Presidente leve à redecoração do gabinete, sem sair, no entanto, a Cadeira dos Leões, usada por todos os presidentes e, hoje, um ícone associado à figura do Chefe do Estado português.

A talha dourada do teto foi introduzida por Leandro Braga, um reconhecido artista que trabalhou para vários palácios reais durante o último quartel do século XIX. Foi quarto de dormir da princesa D. Amélia até 1889, depois serviu para acolher Chefes de Estado estrangeiros em visita a Portugal. Aqui pernoitaram: o Rei Afonso XIII de Espanha (1903), o Imperador Guilherme II da Alemanha (1905) e o Presidente da República Francesa, Émile Loubet (1905).

Durante a I República, o quarto foi desmontado. Mais tarde, na década de 1930, serviu de Sala do Conselho de Estado até ao Presidente António de Spínola (1974), que o escolheu para instalar o seu gabinete de trabalho, função que mantém.

Multimédia

Percorra a galeria carregando nas imagens para ampliá-las e ler as respetivas legendas.

Quarto de dormir para os chefes de Estado e familiares estrangeiros de D. Carlos e D. Amélia, em visita a Portugal. Antes, tinha sido quarto de dormir de D. Amélia, enquanto princesa. O Gabinete Oficial do Presidente da República Jorge Sampaio. O Gabinete Oficial do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva. O Gabinete Oficial do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.